Tomadas com novo padrão serão obrigatórias a partir de julho

A partir de julho, todas as tomadas, todos os aparelhos elétricos e eletrônicos vendidos no país terão que ser do novo padrão, aquele com três pontos redondos.

A partir de 1º de julho, aparelhos elétricos completam a lista: nada poderá ser vendido sem três pinos. E todos eles redondos.

A troca foi planejada ao longo de uma década. Ao incluir um encaixe mais profundo e a obrigação do fio terra, promete mais segurança aos brasileiros.

E agora que todos os aparelhos vão ser vendidos com o padrão novo, o que faz o consumidor? Corre até a loja e compra tomadas para a casa inteira? Faz a troca pouco a pouco? Ou parte para a solução imediata dos adaptadores?

No quarto e sala de Eduardo Furlan, dez tomadas antigas e só um aparelho com o plugue novo.

“Vai ter um custo que a gente vai ter que botar no orçamento para poder trocar”, observa o consumidor.

Eduardo gastaria R$ 55 pra trocar as tomadas, fora a instalação. A solução temporária, o adaptador, saiu por R$ 4.

“À medida que se vai adquirindo mais eletro-eletrônicos se vê a necessidade de mexer na instalação ao invés de se ter vários adaptadores”, comenta o professor de elétrica do Senai Osmar Souza.

Adaptadores não devem ser usados em equipamentos muito potentes, como geladeiras e secadoras de roupa. E, além disso, oferecem riscos.

“Se ele entrar folgado, eu vou ter contato sobre contato gerando calor. E ele pode, através do calor, se houver uma cortina próxima ou algum produto que possa vir a queimar, gerar um incêndio”, alerta o professor.

Na dúvida, o professor recomenda: troque as tomadas. Troque pouco a pouco, na medida do seu bolso e dos equipamentos que chegarem à sua casa.

[ + ] Jornal Nacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sair da versão mobile