Revista “Times” elege Lula o líder mais influente de 2010

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito pela revista “Time” o líder mais influente do mundo em 2010. É a primeira vez que um brasileiro lidera essa lista. A sétima edição da lista das 100 pessoas mais influentes do mundo foi divulgada hoje pela revista.

A lista da “Times” é dividida em quatro categorias: líderes, heróis, artistas e pensadores. Lula lidera o ranking dos 25 líderes mais influentes do mundo. Em segundo está o presidente do conselho de administração da Acer, J. T. Wang. O terceiro líder mais influente é chefe do Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos, o almirante Mike Mullen. O presidente norte-americano Barack Obama só aparece em quarto lugar.

“Lula é um autêntico filho da classe trabalhadora latino-americana, que esteve preso uma vez por liderar uma greve”, afirma o cineasta Michael Moore, que se encarregou de elaborar um perfil do presidente para a revista em que destaca as conquistas de Lula para levar o seu país “ao Primeiro Mundo”.

Moore escreveu: “Lula quer para o Brasil o que costumávamos chamar de ‘sonho americano'”. Numa breve descrição sobre Lula, ele diz que os EUA têm muito o que aprender com ele. “A grande ironia da presidência de Lula […] é que mesmo quando tenta impulsionar o Brasil para o primeiro mundo com programas sociais como o Fome Zero, destinado a acabar com a fome, e planos para melhorar a educação oferecida à classe trabalhadora, os EUA se parecem cada dia mais com o Terceiro Mundo”.

O cineasta diz ainda que Lula espantou “barões do roubo” do país quando foi eleito. “Mas o que o levou à política, afinal? […] Foi quando, aos 25 anos, ele viu Maria, sua mulher, morrer aos oito meses de gravidez, junto com a criança, porque eles não podiam pagar atendimento médico decente”, descreve Moore, ao que protesta: “Existe uma lição aqui para os bilionários do mundo: deixem as pessoas terem bom atendimento médico e eles vão causar menos problemas para vocês”.

Entre os líderes em destaque também estão a ex- governadora do Alasca e ex-candidata republicana à vice-presidência, Sarah Palin; o diretor do FMI (Fundo Monetário Internacional), Dominique Strauss-Kahn; os primeiros-ministros japonês e palestino, Yukio Hatoyama e Salam Fayyad, e o chefe do governo da Turquia, Recep Tayyip Erdogan.

Outros influentes

A “Time” escolheu o ex-presidente Clinton, 63, como líder da seção da lista dedicada aos heróis por seu trabalho como enviado das Nações Unidas ao Haiti, como lembra o cantor irlandês da banda U2, Bono Vox, no perfil que escreveu sobre o ex-governante para a revista e onde assegura que “sem ele, o universo não seria tão amigável para os humanos”.

Nessa seção também estão a sul-coreana Kim Yu-na, que este ano conseguiu o primeiro ouro em patinação artística para seu país em Vancouver; o opositor iraniano Mir Hussein Musavi, e o ator Ben Stiller por seu trabalho na reconstrução de escolas no Haiti, assim como os desportistas Didier Drogba e Serena Williams, entre outros.

Entre os artistas e celebridades a revista destaca o domínio da nova-iorquina Lady Gaga, que aos 24 anos conseguiu inúmeros sucessos mundiais com seu primeiro trabalho e com uma aparições surpreendentes.

“O trabalho de um artista é retratar –seja através de palavras ou sons, letras ou música– como é estar vivo em seu tempo. A arte de Lady Gaga captura o período que vivemos”, afirma a cantora Cindy Lauper para a “Time” no artigo em que destaca a ‘admiração’ que sente pela jovem artista.

Abaixo dela, a “Time” colocou o humorista televisivo Conan O’Brien, que voltará em breve à televisão após abandonar a “NBC”, a cineasta Kathryn Bigelow, que se tornou a primeira mulher a ganhar um Oscar de melhor direção por seu filme “Guerra ao Terror”.

Oprah Winfrey também está entre os escolhidos deste ano, assim como o diretor de “Avatar”, James Cameron, a atriz Sandra Bullock, os britânicos Ricky Gervais e Robert Pattinson, os cantores Elton John e Prince e o costureiro Marc Jacobs, diretor criativo da empresa francesa Louis Vuitton.

Além disso também aparecem a cantora Taylor Swift, os atores Ashton Kutcher e Neil Patrick Harris, assim como o produtor e popular juiz do programa de talentos “American Idol”, Simon Cowell.

Também fazem parte da lista da revista “Time”, já na categoria “pensadores”, a arquiteta anglo-iraquiana Zaha Hadid, o executivo-chefe da Apple, Steve Jobs e o ex-presidente do Federal Reserve e agora assessor presidencial em matéria econômica, Paul Volcker, entre outros.

Fecha essa categoria a juíza americana de origem porto-riquenha Sonia Sotomayor, 55, que foi escolhida por Obama no ano passado para ocupar um posto na Suprema Corte se transformando assim na primeira mulher hispana a chegar o tribunal.

A revista “Time” também inclui uma análise de quem de sua lista são os mais influentes na internet, através de uma análise do número de seguidores e de conexões que essas pessoas acumulam nas redes sociais Facebook e Twitter.

Segundo essa análise, Barack Obama e Lady Gaga, seguidos do ator Ashton Kutcher, da cantora Taylor Swift e da apresentadora Oprah Winfrey dominam o manejo dessas ferramentas eletrônicas.

[ + ] Fonte: colaboração para a Folha
da Efe, em Nova York

2 comentários em “Revista “Times” elege Lula o líder mais influente de 2010”

  1. Em ambiente selvagem, quando há um animal ferido ou definhando, em estertores, se não for alvo de predadores, como hienas e outros carnívoros, logo ele se tornará presa dos abutres que, pressentindo a morte, já pairam sobre o seu futuro alimento.

    O povo brasileiro sabe que o atendimento médico público, salvo raríssimas exceções, é absolutamente precário, desumano, injusto, caótico.

    O Sr. Michael Moore, na revista Time, cita o “Fome zero” como algo em plena vigência no Brasil (já foi sepultado há muito tempo) e utiliza o exemplo tão explorado que foi a morte da esposa e o filho ainda no ventre, do Sr. Da Silva, por precariedade no serviço médico.

    Em sua explanação, ele fala que o atual presidente teria entrado na política justamente para tentar modificar essa situação nefasta aos doentes brasileiros.

    E o que vemos no Serviço Único de Saúde, nestes oito anos de governo do PT? Salvaguardando exceções, o principal noticiário em todas as cidades brasileiras, seja do porte que forem, é de desalento.

    Filas intermináveis onde morrem doentes. Pessoas sendo mal atendidas, quando recebem atenção às suas mazelas. Falta de médicos, de leitos, de vergonha na cara.

    Tal quais os animais moribundos, nós somos abandonados à própria sorte, sofrendo dores e humilhações. Para completar tamanha atrocidade e falta de respeito, só faltam os urubus rondarem o leito de morte de nossa gente.

    Então fica registrado o recado ao cineasta Michael Moore. Cuide do seu quintal e pare de escrever bobagens sobre assuntos que lhe são desconhecidos.

    E se duvidar, que fique morando no Brasil. Só que ele deverá utilizar, para si e sua família, apenas os serviços públicos de saúde, educação, segurança, etc.

  2. Pingback: Tweets that mention Revista "Times" elege Lula o líder mais influente de 2010 | Rota 83 -- Topsy.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *