Pesquisa no DF revela alto índice de violência nas escolas

Atualmente bandidos utilizam as escolas como centro de negocição, tráfico, campo de guerra, linha de tiro e tudo que se pode imaginar. Quem sofre com isso… AS NOSSAS CRIANÇAS, PAIS, PROFESSORES e, A EDUCAÇÃO NO PAÍS!

Pelo menos é o que indica uma pesquisa realizada no Distrito Federal, noticiada e veiculada ontem, pelo Jornal da Globo.

Acompanhe:

Pesquisa feita no Distrito Federal confirma que a violência dentro das escolas, sob as mais variadas formas, é uma das maiores adversárias da educação.

Nem só de boas lições vivem as escolas públicas do Distrito Federal. Alunos e professores também convivem com roubos, assaltos, assassinatos e agressões. “Eu vejo ‘o pessoal’ dando tiro na rua, quase matou um em frente ao colégio, teve já um vandalismo dentro do colégio. Os outros brigando”, conta Cícero Santos, de 12 anos.

A pesquisa, que ouviu quase 10 mil alunos e mais de 1.300 professores na capital federal, aponta que 69% dos estudantes e 71% dos professores já presenciaram violência física dentro da escola e 15% dos alunos e 7% dos professores disseram ter sido vítimas dessa violência. 27% dos alunos e 16% dos professores já foram roubados no colégio. “Porque as pessoas roubam as coisas dos outros. Por exemplo, eu já trouxe dinheiro e já roubaram da minha bolsa”, afirma a estudante, Daniela de Jesus Calazan.

A violência verbal também faz parte da rotina dos estudantes. Quase metade deles disse que já foi vítima de xingamentos e 31% admitiram já ter agredido verbalmente um colega.

Toda essa violência, de acordo com a pesquisa, interfere diretamente no rendimento escolar. Quatro em cada dez alunos disseram que não conseguem se concentrar nos estudos e não sentem vontade de ir à escola por medo.

“A escola é uma instituição social e como instituição social cabe a ela ensinar, discutir e fazer com que essas crianças, adolescentes e jovens tenham confiança das instituições”, afirma a coordenadora da pesquisa, Míriam Abramovay.

Edson de Souza Pita, 10 anos, já morou na rua e agora está na escola. Mas as dificuldades não o impedem de pensar no futuro. “Uma vida melhor, que eu passe de ano. Eu quero ser um policial”, diz.

A Secretaria de Educação do Distrito Federal reconhece os problemas apontados pela pesquisa e informou que os professores vão começar um treinamento, ainda este mês, para enfrentar a violência nas escolas.

Confira matéria:

[ + ] Fonte: Jornal da Globo

1 comentário em “Pesquisa no DF revela alto índice de violência nas escolas”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *