Os 10 maiores edifícios do mundo

De vinte anos para cá, alguns países passaram a construir verdadeiros arranha-céus arquitetônicos, em sua maioria para funcionar como centro financeiro, tornando-os uma referencia para as cidades que os ostentam.

Nesta briga, a China parece que não quer dar chance para ninguém. Apesar de não possuir o maior do mundo, os chineses mantém seis edifícios entre os dez maiores, o mais antigo deles têm apenas 17 anos, uma criança perto do imponente e famoso Empire State de Nova Iorque, construído em 1931, que hoje está apenas em 9° lugar.

Se ainda existisse, nem mesmo o World Trade Center superaria as grandes construções erguidas nos últimos anos. Atualmente cinco edifícios estão acima dos 417 metros de comprimento do WTC, destruído nos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001.

Confira a lista com os 10 maiores edifícios do mundo:

1° – Taipei 101

Cidade: Taipei – País: Taiwan – Construído em 2004
Comprimento: 508 metros

2° – Shanghai World Financial Center

Cidade: Shangai – País: China – Construído em 2008
Comprimento: 492 metros

3° – Petronas Tower

Cidade: Kuala Lumpur – País: Malásia – Construído em 1998
Comprimento: 452 metros

4° – Sears Tower

Cidade: Chicago – País: EUA – Construído em 1974
Comprimento: 442 metros

5° – Jin Mao Building

Cidade: Shangai – País: China – Construído em 1999
Comprimento: 421 metros

6° – Two International Finance Center

Cidade: Hong Kong – País: China – Construído em 2003
Comprimento: 412 metros

7° – Citic Plaza

Cidade: Guangzhou – País: China – Construído em 1996
Comprimento: 391 metros

8° – Shun Hing Square

Cidade: Shenzhen – País: China – Construído em 1996
Comprimento: 384 metros

9° – Empire State Building

Cidade: New York – País: EUA – Construído em 1931
Comprimento: 381 metros

10º – Central Plaza

Cidade: Hong Kong – País: China – Construído em 1992
Comprimento: 374 metros

4 comentários em “Os 10 maiores edifícios do mundo”

  1. Adriano Belmiro

    Às vezes fico sem saída no que diz respeito às minhas ideias sempre que se trata em tomar esta ou aquela posição.

    Quando reparo pela grandiosidade das grandes cidades mundias (passo o pleonasmo), ou seja, do artificialismo que o homem dedica-se a botar sobre a superfície "NATURAL" da terra,fico claramente empolgado face à capacidade empreendedora desta que não deixa de ser uma criatura divina.

    A criatura divina supracitada está a cumprir com uma das recomendações do seu criador – multiplicai-vos e enchei a terra – mas no entanto está, em contrapartida estristecendo a natureza.

  2. Pedro Fernando

    É incrivevel como pode um ser humano fazer algo tão fantástico estou satisfeito com a capacidade que o ser humano tem de transformar a natureza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sair da versão mobile