Levantamento aponta os estados que não pagam valor do piso nacional aos professores

De acordo com um levantamento realizado pela Agência Brasil, atualmente nove estados não pagam o piso nacional dos professores, cujo valor base para o ano de 2012 é de R$ 1451,00, e que deve ser pago aos professores da rede pública com formação de nível médio e carga horária de 40 horas semanais.

As informações obtidas pela Agência Brasil foram repassadas pelas Secretarias Estaduais de Educação, e apontou que os estados do Amapá, Tocantins, Alagoas, Bahia, Ceará, Piauí, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul são os únicos que não respeitam o atual valor base, anunciado pelo MEC a pouco mais de uma semana.

Ainda de acordo com este levantamento, o destaque mais do que negativo foi o Rio Grande do Sul. Com um salário base de R$ 791, o menor do país, os professores da rede estadual gaúcha, segundo informa o governo do Estado, têm seus salários “inflados” com gratificações, extras e abonos, o que “acaba” compensando a grande diferença em relação ao piso estipulado para 2012. No entanto, pela Lei do Piso o valor mínimo é referente ao vencimento inicial e não pode incluir na conta esses adicionais. A Justiça do Estado determinou que o governo pague conforme a regra.

Um dos que criticaram a postura destes governos foi Roberto Leão, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), que disse:

“O fato de nove estados ainda não pagarem o piso mostra que os gestores públicos ainda não entenderam a importância dessa lei para termos uma educação de qualidade no país. É a prova de que as leis no Brasil costumam ser esquecidas. Quatro anos depois da lei aprovada, o gestor dizer que agora vai fazer um estudo orçamentário para ver como pagar é um desrespeito aos trabalhadores e ao Estado brasileiro”, criticou Leão.

A entidade planeja uma paralisação da categoria na próxima semana para cobrar o cumprimento da lei.

Veja abaixo o piso que cada estado paga ao professor

Norte

  • Acre – R$ 1.451*
  • Amapá – R$ 1.085
  • Amazonas – R$ 1.905
  • Pará – R$ 1.451*
  • Rondônia – R$ 2.011
  • Roraima – R$ 2.142
  • Tocantins – R$ 1.329

Nordeste

  • Alagoas – R$ 1.187
  • Bahia – R$ 1.187
  • Ceará – R$ 1.270
  • Maranhão – R$ 1.451*
  • Paraíba – R$ 1.737
  • Pernambuco – R$ 1.451*
  • Piauí – R$ 1.187
  • Rio Grande do Norte – R$ 1.451*
  • Sergipe – R$ 1.451*

Centro-Oeste

  • Distrito Federal – R$ 2.314?
  • Goiás – R$ 1.460
  • Mato Grosso – R$ 1.760
  • Mato Grosso do Sul – R$ 1.489

Sudeste

  • Espírito Santo – R$ 1.540
  • Minas Gerais – R$ 2.200
  • Rio de Janeiro – R$ 1.732
  • São Paulo – R$ 1.894

Sul

  • Paraná – R$ 1.233**
  • Santa Catarina – R$ 1.281
  • Rio Grande do Sul – R$ 791

*Reajuste aprovado será pago na próxima folha
**Valor informado pelo sindicato da categoria no Estado

Piso Nacional do Professor 2012

7 respostas para “Levantamento aponta os estados que não pagam valor do piso nacional aos professores”

  1. Aqui em MG piso virou piada.O piso é pago para 40hs,mas com ensino médio.Não se fasla nada quanto ao nível superior de 24hs.Recebemos 1.320reais e nos foi confiscado todos os direitos que tínhamos.As informações vindas do governo são enganosas com a finalidade de detonar a credibilidade do professor.Pessoal,se querem nos ajudar,por favor,não votem em Aécio Neves e Antônio Anastasia jamais,senão a educação de Minas vai estar seriamente comprometida devido ao descomprometimento de tais políticose,por favor,parem de acreditar no que o governo diz!Quem vê o contracheque no começo do mês somos nós,os deles é bem diferente da populaçao toda do país!Se ganhassêmos 2200/mês,não precisaríamos nos desdobrar em mais de um emprego para dar conta do recado>Aordem,estamos sem governadores decentes e, também sem Presedente competente que não obriga os Estados e Municípios a cumprirem a lei que criaram.Jogaram a lei aí e que se danem os outros!Governar assim,qualquer um governa!

  2. Não sei quem forneceu essas informações, mas moro em Tres Pontas e nem a rede estadual nem a mun icipal pagam o piso nacional para os professores. Muito menos o valor indicado acima. Houve greve na rede estadual no ano de 2011 e nem assim resolveu.

  3. olha, aqui em minas o negocio ta feio. é mentira que recebemos o piso. o estado paga o valor do piso, mas tira as gratificações ou da as gratificações sem o salario base ter o valor do piso, é o tal do subsidio. isto é no minino criminoso. o salario do municipio é proporcional as horas trabalhadas, ou seja, trabalhamos 20 horas (metade das 40 da lei) e ganhamos metade do piso. Mas 2.200,00, nem em sonho, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk piada de mal gosto!

  4. Aqui na Paraiba só se for para os professores da rede estadual, pois os da rede municipal contam-se as cidades que se aproximam do piso nacional.

  5. realmente é uma vergoha o professor ganhar um salário um piso tão baixo! pois atras de um médico,de um engenheiro de um empresário sempre teve um professor que lhe ensinou a escrever e a ler.que é através do estudo que nos tornamos cidadãos capazes de desenvolver qualquer atividade que exige leitura e escrita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *