Lendas do consultório

Por Eduardo S. Paiva
Reumatologista

Para quebrar um pouco o ritmo, gostaria de listar algumas das coisas que os pacientes nos dizem no consultório e que considero “lendas” já incorporadas pelas pessoas. É difícil fazê-las acreditarem que não são verdadeiras, mas realmente não são. Algumas destas lendas dizem respeito à Reumatologia, outras não. Espero que gostem.

1 – Descamação no lado dos dedos, com pequenas bolhas que coçam seria causada por ácido úrico elevado – O ácido úrico elevado não causa nenhuma doença de pele; este problema é uma forma de alergia denominada Desidrose.

2 – Problema no rim seria uma causa de dor crônica nas costas – A cólica renal é uma dor lombar aguda. Uma dor crônica nas costas, que piora quando a pessoa se move, mesmo que seja na altura dos rins, não é causada por problema renal.

3 – Problemas no fígado causariam dor de cabeça – O fígado é muitas vezes dito culpado, sem na verdade o ser. Geralmente, o que as pessoas mais confundem seria o fato da sequência de náuseas, vômitos e dor de cabeça causada por problemas no fígado. Isso geralmente é uma enxaqueca comum, que não tem nada a ver com o fígado. O fígado raramente dói e a azia nunca é causada por ele.

4 – Falando na azia: Este é um problema comum, que as pessoas geralmente acham que não é grave. Se for de vez em quando, tudo bem. Mas azia constante sugere Doença do Refluxo Gastroesofágico, que pode até levar ao Câncer de Esôfago.

5 – Amortecimentos dos braços e das pernas, como quando ficamos sentados em cima da própria perna, não tem nada a ver com a circulação. Em 99% dos casos, é o nervo comprimido que causa o amortecimento. Repetindo: Amortecimentos têm a ver com os nervos e não com a circulação.

6 – Quando se acorda por várias noites com a mão adormecida, não é porque dormimos em cima do braço. Geralmente isto é um sinal da Síndrome do túnel do carpo – uma compressão do nervo Mediano ao nível do punho, quando dormimos.

7 – Muitas pessoas queixam-se de “Sinusite Crônica” porque têm episódios de dor na face ou na testa e corrimento nasal. Muitas destas crises são um tipo de enxaqueca, chamado de Cefaleia em Salvas, que ocorre com corrimento nasal e, muitas vezes, com olhos vermelhos.

8 – “Reumatismo no sangue”: Não existe, e pronto. Vamos explicar melhor: A Febre Reumática é um tipo de doença reumática que causa artrite e pode também inflamar o coração. Ela é causada por uma bactéria, o estreptococo. Na verdade, o estreptococo não causa diretamente a doença, mas os anticorpos que o corpo produz contra ele ficam “confusos” e atacam as articulações e o coração. O diagnóstico é feito com a evidência clínica de Artrite ou Cardite, mais a evidência de que houve uma infecção pelo estreptococo. Isto é feito com um exame de sangue chamado ASO ou ASLO. Com o tempo, e por causa de muitos médicos mal informados, a criança chegava com qualquer queixa, e sem uma boa consulta para saber se tinha ou não Artrite ou Cardite, e era pedido o ASO. Este muitas vezes é positivo em crianças, pois simplesmente mostra se a criança teve contato com o estreptococo, mas não há a doença. E aí começa a confusão. O diagnóstico de Febre Reumática é feito, e o tratamento, com injeções de penicilina mensal é iniciado, muitas vezes sem necessidade. E o que é pior – muitas vezes o exame é pedido para ver se o “reumatismo abaixou” com o tratamento, o que não faz o menor sentido.

9 – Por falar em Reumatismo: Nunca aceite este termo como um diagnóstico final. “Reumatismo” não é uma boa palavra, pois significa coisas diferentes para pessoas diferentes. Um diagnóstico de uma condição reumática deve ser dado ao paciente com termos específicos – Artrite Reumatóide, Artrose, Lupus, Fibromialgia. “Artrite” sozinha também não quer dizer nada – significa só uma inflamação nas articulações.

10 – Dar o nome de ciático para qualquer condição que cause dor na perna é errado – ciático é o nome de um nervo que sai da coluna lombar e vai até o pé. Uma Lombociatalgia, ou dor no ciático é uma dor que vem da coluna e que vai até abaixo do joelho.

11 – Nervos não embolam e não ficam com nós. Os caroços dolorosos sentidos nos ombros, por exemplo, são pontos de contração muscular, e não têm nada a ver com nervos.

12 – O intestino tem que funcionar diariamente, “como um reloginho”, como na propaganda de laxantes da TV. Não! Cada pessoa tem um ritmo intestinal diferente, que pode variar de três vezes ao dia até uma vez a cada três dias, e ser absolutamente normal. Se a pessoa não tem sintomas de desconforto, não tem porque se preocupar com isso.

13 – Banho de chuveiro após comer e banho, com lavagem de cabelo durante a menstruação não fazem mal. Higiene é fundamental!

Eduardo S. Paiva
Reumatologista
Chefe do Ambulatório de Fibromialgia do HC-UFPR, Curitiba

2 comentários em “Lendas do consultório”

  1. Boa noite, tenho dúvidas quanto a uma dor que sinto já há algum tempo. Essa dor corre todo o ombro esquerdo , é uma dor com formigamento. tirei raio X e não constou nada, pelo menos o médico disse que não é bursite. O que poderá ser? Obrigada pela atenção.

  2. Por falar em reumatismo, por que sinto tanta dor nos dedos, (principlamente o polegar), nos punhos já fui ao médico e fiz todos osexames reumatológicos, raio x, neuro…não sei o que, e não deu nada. Seria uma dor fantasma? Que faço para expulsá-la? Invocação do além? Um abraço Iolanda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sair da versão mobile