Edital de concurso público expõe o baixo salário do professor

A discussão é antiga, mas definitivamente parece longe do fim e, cada vez mais, nos deparamos com a realidade de algumas (ou várias?) regiões do país que teimam em não valorizar o professor.

Há pouco mais de uma semana, a Prefeitura de Vila Rica, no Mato Grosso, publicou o edital de um concurso público que visa contratar profissionais das mais diversas áreas.

O que chamou a atenção de muitas pessoas – principalmente os usuários do Facebook -, foi a comparação de salário dos cargos de professor com nível superior e, por exemplo, tratorista com ensino fundamental incompleto.

Em que pese a carga horária semanal do professor ser de 30h e o tratorista de 40h, a diferença salarial entre ambos é triste: enquanto o professor receberá R$ 1246,32 o tratorista terá um salário base de R$ 1.291,98. E este é apenas um exemplo, pois como mostra a imagem abaixo, outros cargos que exigem apenas o fundamental incompleto também são melhores remunerados.

Edital Prefeitura de Vila RIca

E esta comparação não visa em nenhum momento depreciar as categorias ou qualquer cidadão que não tenha tido a oportunidade de completar os estudos, ela serve apenas para expor uma briga antiga dos professores por melhores salários.

Vale destacar também que esta oferta salarial para o cargo de professor, por hora, é superior ao piso nacional definido pelo Governo Federal para a categoria, que é de R$ 1.187,00.

Porém, a lei de nº 11.738, que determina o piso do professor, prevê reajuste todo mês de janeiro, no mesmo porcentual da atualização do valor do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica).

Para 2012, este reajuste gira em torno dos 22%, fazendo com que o salário base pule para R$ 1.450,00. Mas, como sempre, vários governadores e prefeitos estão pressionando o Ministério da Educação (MEC) para que não aprove o reajuste calcado nestes números.

O que fazer para mudar este cenário?

5 respostas para “Edital de concurso público expõe o baixo salário do professor”

  1. É lamentavel que nos professores sejamos tão desvalorizados em relação a remuneração salarial, bem como a responsabilidade que temos em nossas mãos, se somos a pauta principal das campanhas politicas, em que os futuros políticos se embassam como meta de suas “nevastas” propostas para angariar votos, porque a classe é tão desunida e não briga por seus interesses? É que nos ao contrario dos politicos deste pais, não queremos punir a população e os nossos educandos com paralisãções, queremos é ser reconhecidos como uma classe que se empenha e que mesmo diante a uma mal remuneração, com educandos sem principios, sem éticas, sem valores, sem o mínimo de educação familiar “não generalizando” porem sabemos que é a grande maioria, não deixamos de desempenhar de forma até motivada nossa escolha profissional para que o nosso país não entre em crise, pois sabemos que podemos parar uma nação, até porque o futuro de país passa por nossas mãos desde ao presidente, médico, advogado, juízes, promotores, demais politicos, etc.
    Então fica um dessabafo, porque senhores condutores de leis não valorizam está categoria, que abre mão até da sua própria vida particular para fazer a diferença.

  2. Acho digno o salário do tratorista de R$1291,98. Pois dará uma vida melhor à sua família. O que se espera é que aquele ser acreditando num futuro promissor, investindo nos estudos tenha o salário merecido e reconhecido perante nossos governantes. Mas acho que será impossivel, porque a maioria dos nossos governantes mal concluíram o fundamental…, então como esperar tal reconhecimento?
    Estou trabalhando como professora contratada por tempo determinado, e ouço a todo instante de meus superiores que não tenho direito à aquilo ou a isto pelo fato de ser contratada, mas os deveres são os mesmas de quem exerce um cargo efetivo ou seja titular do cargo. É justo… discriminar a pessoa porque pertence à categoria diferente????

  3. Não se procupe ,pois no futuro vamos ver que é que vai ensinar,um presidente,governador,prefeito e outros mais que tem o seu sálario digino,pois de um professor nao é digino.vamos prafente………

  4. Nosso país é muito rico, com tantos impostos, considerados os mais altos, com certeza a remuneração de todas as categorias e o salário mínimo poderiam serem mais justos, mas infelizmente com tanta corrupção, tantos desvios como fazer isso? Precisamos escolher governantes com mais responsabilidade para não sofrermos depois com as consequências de nossas próprias escolhas.

  5. OS GOVERNANTES DO BRASIL QUEREM ESQUECER QUE A BASE DO PAIS É A EDUCAÇÃO. NÃO SE PREOCUPAM QUE OS SEUS FILHOS E NETOS TAMBÉM IRÃO FAZER PARTE DESTE PAIS SEM EDUCAÇÃO. E O QUE SERÃO DELES TAMBÉM HEIM??, VIRARÃO BANDIDOS????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *