Dicas para montar um currículo

Mesmo com tantas dicas na web de como fazer o currículo, muitos profissionais ainda pecam na hora de elaborar o seu. Por isso, o iG selecionou 10 sugestões das consultoras Juliana Melo, psicóloga organizacional, e Thaís Borodai, da DMRH, para fazer um documento ideal, que atenda às expectativas dos recrutadores:

1) Tempo: Reserve algumas horas para elaborar o currículo com calma. Faça um “inventário” de todas as atividades pessoais e profissionais e cursos realizados, reflita sobre aqueles que têm relação com o cargo pretendido e pense em como colocá-las no papel de modo atraente.

2) Cabeçalho: Os dados pessoais devem estar completos. Endereços eletrônico e físico não podem faltar, assim como a informação do estado civil e idade.

3) Meia verdade: Não minta. Na hora de escrever suas aptidões seja sincero. Se você não é fluente em inglês, não coloque isso. Você pode ser surpreendido com um telefonema do próprio recrutador falando no idioma estrangeiro.

4) Objetividade: Seja direto. No local “objetivo” descreva o cargo pretendido. Quando fizer um resumo das qualificações, cite apenas as informações mais relevantes, por exemplo, “advogado, especialista em direito internacional e com MBA em negociação pela Fundação Getulio Vargas (FGV-SP)”.

5) Redação: A linguagem rebuscada deve ser evitada. Assim como termos e expressões em língua estrangeira, por exemplo, “by the way”, que significa “a propósito, em inglês”, quando quiser mencionar alguma atividade correlacionada. Quanto mais simples, direta e concisa a redação, melhor.

6) Gramática: Tenha uma atenção especial para os erros de português. Uma concordância ou regência incorreta pode fazer o recrutador torcer o nariz e cara para a sua candidatura.

7) Experiência: A descrição deve ser completa: nome da empresa, cargo ocupado, breve resumo das atribuições, resultados e conquistas por mérito, além de mencionar o período em que permaneceu na companhia. O motivo de saída não deve ser colocado.

8) Relevância: Os cursos e atividades extras devem ter relação com o cargo pretendido. Vale lembrar que o recrutador pode apreciar que você descreva que pratica algum hobby ou esporte em equipe, ou ainda se já competiu por alguma modalidade esportiva e se já venceu.

9) Atualização: Os dados devem ser atualizados constantemente. Os cursos recentes devem ser substituídos pelos mais antigos, assim como os empregos.

10) Padrão: O formato tido como padrão é um currículo de, no máximo, duas páginas e com formato de letra Arial 11.

[ + ] Fonte: Maria Carolina Nomura, iG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *